Check List para o choro do bebê

👶🏻Oferecer o peito ou a mamadeira 
Verifique o tempo que o seu bebê mamou e a quantidade. Pode ser que esteja com fome.

👶🏻Colocar de barriga pra baixo
Pode ser cólica ou apenas gases. Colocá-lo de barriga pra baixo aquecendo a barriguinha com a mão ou uma bolsa de água quente vai fazê-lo parar de chorar pelo menos por um tempo.

👶🏻Mudar de posição
Se está no colo deitado, levanta-lo ou colocar sentado, dar tapinhas nas costas colocá-lo junto ao peito. Mudar de posição também o fará arrotar caso esteja com o arroto preso.

👶🏻Checar a fralda
Ficar com a fraldinha molhada e suja não agrada alguns bebês.

👶🏻Mudar de ambiente
Mesmo bebês pequenos tem vontade própria, às vezes estão enjoados do ambiente e só ir pra outro lugar, já o a acalma.

👶🏻Oferecer estímulos
Às vezes o bebê quer ver algo novo. Coloque-o deitado em frente a cortina da sala para que perceba as cores e o movimento. Colocar uma música, sair pra passear, conversar, fazer uma massagem são formas de estimular o bebê.

👶🏻Diminuir estímulos – Sono
Esse é o motivo de 80% do choro aqui em casa: sono e cansaço. Sons, cheiros, luzes, cores, movimento tudo isso pode deixar o bebê sobrecarregado e muitas vezes ele está precisando descansar ou querendo dormir.

👶🏻Dar um banho para aquecer ou refrescar
Sentir frio ou calor são sensações novas para o bebê. No começo da vida ele está regulando a temperatura do seu corpo.

👶🏻Saudade do útero
No útero o bebê ficava apertadinho, quentinho. Todo o espaço aqui fora por vezes o deixa inseguro. Faça um charutinho e embrulhe o bebê de modo que ele fique apertadinho.

👶🏻Quer ficar no seu colo
O vínculo do bebê com a mamãe é tão forte que no começo da vida eles pensam que você e eles são a mesma pessoa, ou seja, ele faz parte de você. Mas esse sentimento passa por volta dos 5 meses quando o bebê começa a descobrir a sua individualidade.

Anúncios

Os primeiros dias de um recém nascido – Como acalmá-lo

1187300_487653428008980_975663157_n

Os primeiros dias de vida de um bebê para a maioria das famílias é um grande desafio. A mãe exausta do parto, com os hormônios à flor da pele, lutando para que o bebê sugue o leite de seu peito que às vezes demora dias pra aparecer. Ter em nossos braços um serzinho tão pequeno sendo nós totalmente responsáveis por ele e por mais que amemos o nosso bebê de todo o coração ainda não o conhecemos o suficiente e não entendemos o porque de tanto choro. (não é sempre assim, felizardos daquelas que passaram por essa fase sem muita dificuldade)

Para as bebês é igualmente estressante. Dentro da barriga da mamãe ele sentia-se seguro e confortável. Agora, é tudo diferente! Muitos sons, estímulos e além de tudo muito muito espaço. Sim ele viveu os seus 9 meses em um espaço limitado, agora não é mais assim.

Harvey Karp é autor do livro e DVD traduzido para o português como “O bebê mais feliz do pedaço. Segundo ele, se os bebês não tivessem diversos reflexos para se manterem calmos dentro do útero a gestação não chegaria ao fim. Defende a teoria de que os humanos, por causa de seu grande cérebro, nascem antes do tempo, e que nos primeiros três meses os bebês estão mais para fetos do que para bebês e portanto são tão facilmente acalmados quando imitamos as características do útero. É o que, no Brasil, foi denominado teoria da exterogestação. O autor diz que o bebê precisaria de mais três meses dentro da barriga da mãe o que no livro ele se refere como ‘quarto trimestre’ ou o ‘trimestre que falta’ (nos países de língua inglesa eles dividem os 9 meses de gestação em 3 trimestres). Considera importante que o bebê tenha uma transição suave de feto na barriga da mamãe para bebê e por isso slings acalmam os bebês.

Harvey Karp vai mais além, diz que muitos dos choros que pensamos ser cólica, são na verdade, saudades do útero.

Como bom americano ele denominou “5 ‘s'”. São eles:

Shhhh – É aquele barulho que fazemos com a boca do tipo pedir silêncio. No método Encantantadora de Bebês é citado e ajuda os bebê a se sentirem em casa. Para funcionar bem tem que ser feito tão alto quanto o choro e perto do ouvidinho do bebê. Isso porque sabe aqueles 80 decibéis lá de cima? Os recém nascido não ouvem assim tão alto, eles tem fluido nos ouvidos e ainda não ouvem o som como nós. (Som do útero no Youtube)

Swinging (balançando) – É instintivo, não é? Mesmo sem perceber as mãe balançam os bebês assim que começam a chorar. A dica aqui é mantenha o ritmo e balance com vigor, imitando o balanço que o bebê tinha dentro da barriga. (Veja no vídeo abaixo)

Swaddling (embrulhado) – Lá na barriga da mamãe é bem apertado, dessa maneira o bebê recebe “abraço” constante que contém seus movimentos bruscos e os acalenta. Embrulhar no cueiro imita essa sensação. Além disso os impede de se distrair com os braços e pernas descontrolados e possa prestar atenção no Shhh e no balanço. Para que seja eficiente, o bebê deve ser embrulhado bem apertado, como na maternidade para que não consiga liberar os bracinhos. (Clique e veja onde comprar)

swaddleme_anleitung

Side/ Stomach (lado/ barriga) – Estando apertadinhos e em posição fetal, a barriga do bebê nunca fica descoberta e desprotegida. Virá-los de bruços ou de lado pode ajuda a acalmá-los. * Como a maneira mais segura de se por os bebês para dormir é de barriga pra cima, vire-o após adormecer pois reduz o risco de SMSI.

Sucking (sucção) – Na barriga os bebês conseguem chupar o dedo, fora, não. Mas sugar ao seio será uma das melhores maneiras de os acalmarem. Em culturas primitivas os bebês são carregados em slings e mamam centenas de vezes por dia, já na nossa sociedade isso não é possível, mas o uso da chupeta pode ser de grande valia. Ele sugere que a chupeta seja usada no máximo até o sexto mês.

Se você quiser ver um pouco mais pode assistir algumas partes do DVD no Youtube: