Cozinhando de forma prática para o bebê e família

Cozinhar para o bebê dá trabalho, principalmente porque é a fase em que menos se tem tempo. Todo o processo de introdução alimentar é complicado e requer paciência e persistência.
Com a minha primeira filha eu fiz exatamente como o pediatra me indicou. Passava o domingo todo fazendo compras e preparando a comidinha dela para a semana. Mas com o segundo filho tudo é diferente! Você precisa se planejar no pouco tempo que você tem para cozinhar (isso em meio às panelas e colheres de pau jogadas no chão) para aquilo que o seu filho de 5 anos vai comer, o que o bebê precisa e o que você e seu marido gostam… (claro que essa opção é a que a gente leva menos em consideração rs.
Depois de algum tempo a gente vai pegando o jeitinho e as coisas começam a ficar mais habituais do que a gente imagina. Não vou dar nenhuma receita aqui, mas é uma dica para aqueles dias corridas, sabe?
Eu costumo cozinhar os legumes e a proteína no feijão ou no grão que eu tiver (lentilha, grão de bico, ervilha partida…) Com isso eu ganho tempo, a filha de 5 anos come e gosta e a gente come também.
No feijão de hoje eu coloquei para cozinhar na mesma panela:
Feijão (depois do molho – sempre deixo o feijão de molho e lavo varias vezes)
Ervilhas frescas
Cenouras
Tomates sem pele
Alho-poró
Folha de louro
Proteína (peito de frango)
Depois de cozido eu ainda temperei com alho e cebolinha refogado.
Ficou TOP! bem saboroso e com muitos nutrientes.
Feijão
Às vezes eu troco, cozinho os legumes no arroz como: milho, ervilha, cenourinha ralada, etc. 
Aí é só lavar as folhas ou cortar algum legume cru e o almoço está pronto. Bom apetite!

 

Anúncios

Ele já tem 1

O tempo voou e #thonyboy já tem 1 aninho.
E nada melhor do que festejar e comemorar a existência desse serzinho que enche a nossa vida de felicidade.
Tudo muito simples, mas feito com muito amor por amigos e familiares. Não somos expert em festas, decoração, etc. Mas amor e alegria a gente tem de sobra!

Thony11Thony25Thony24Thony18Thony19Thony17Thony21Thony14Thony15Thony16Thony12Thony13Thony23IMG_6892IMG_6904IMG_6908IMG_6916IMG_6931IMG_6985IMG_7044IMG_6843IMG_6861IMG_6995IMG_7068IMG_7081Thony10

 

Desliga a TV mamãe!

Eu sempre me preocupei muito com a exposição da minha filha a TV ou filmes em geral.

Até os dois anos de idade, ela assistia a alguns desenhos de vez em quando e eu a mãe toda pedagoga tinha uma rotina de atividades com ela, culto, parquinho, etc.

Com 3 anos e 6 meses eu engravidei e aí o bicho pegou. Eu que era super cuidadosa e queria pesquisar os malefícios da exposição da TV no aprendizado (hahaha) perdi o controle da SmartTV da minha casa. 

Minha gestação foi exaustiva e o puerpério então… aff! É outra longa historia, mas enfim. Cheguei em um ponto que mesmo com 2 crianças comecei a perceber o quanto a TV estava fazendo mal pra minha filha de 4 anos em muitos aspectos. Ela estava muito agitada, mais do que o normal, muito desatenta e o com a memória de curto prazo péssima. Ok, vamos lá, mãos a obra porque nunca é tarde, né?

Mas antes quero mostrar pra voces uma estatistica que nos ajudou a tomar essa decisao. Segundo os resultados apresentados na revista médica Pediatrics, as crianças que vêem menos de duas horas à televisão por dia na infância, não aumentam seu risco de sofrer transtornos de atenção na adolescência. Mas a partir da terceira hora, o risco aumenta cerca de 44% por cada hora adicional que se passa cada dia diante da TV. “Os efeitos foram especialmente encontrados em crianças que assistiam à TV mais de três horas diárias”, destaca Hancox. Leia mais aqui

A iniciativa maior foi do meu marido. Já que eu acabo passando muito tempo com o bebê e ele cuida dela. A mudança começou aos poucos, mas ja estamos em um 3 semanas com um avanço inacreditável.

Em 3 semanas de TV controlada já vivemos tantas coisa (claro que a casa vai ficar muito mais bagunçada e eles vão aprontar legal. Aqui dentre muitas peripécias teve gato ensaboado, folhas do jardim espalhadas pela casa, etc, etc.) Mas também ja colhemos os alguns frutos:

  • Ela está muito mais imaginativa e criativa
  • Brinca mais sozinha, procura coisas pra fazer esta mais proativa
  • Está mais concentrada
  • Dorme muito melhor
  • Tem mais paciência (tem momentos que ela entende que é necessario esperar e ai procura a rede e relaxa)

Dicas para passar menos tempo na TV

  • Estabelecer uma rotina de atividades
  • Listar os brinquedos que a criança tem e deixar que ela escolha o que quer brincar
  • Esconder alguns brinquedos pra que ela “esqueça” que existem e depois de algum tempo mostra-los de novo
  • Controlar e/ou limitar o uso/tempo da TV (diariamente pode 1 filme ou 3 desenhos ou 2 programas)
  • Para que fosse claro e concreto pra Lavinia entender a quantidade e/ou tempo que ela podia assistir TV confeccionei as fichas e as encapei com contact. Assim, ela pode administrar o quanto quer assistir e o horário, ou seja, se assistir tudo pela manhã, saberá que nao poderá assistir mais a noite. Ela divide os 3 desenhos de 20 ou 40 min. um a tarde e dois a noite. Geralmente aos domingos ela assiste um filme.

IMG_2799

  • Realizar as tarefas domesticas com a ajuda da criança. Que o trabalho de casa tem que ser feito é fato, porém há pequenas tarefas que as crianças mesmo pequenas podem fazer: juntar sapatos, separar as roupas pra colocar na máquina de lavar, ajudar na louça. No começo vai demorar o dobro, mas depois eles pegam o jeito e a gente também.
  • Planeje atividades que desenvolvam a autonomia (que a criança possa fazer sozinha).

Ideia de atividades diferentes para crianças que geram autonomia a partir de 3 anos

  • Tirar fotos (você vai se surpreender de como as crianças gostam disso)
  • Pintura com tinta
  • Esculturas com Massinha
  • Preparo de bolachinhas (você prepara a massa e deixa que a criança modele com cortadores ou fazendo bolinhas)
  • Brincar na areia (ter uma caixa de areia em casa é o meu sonho)
  • brincar com água (lavar carrinhos ou roupas de boneca vai entretê-los por um bom tempo.

Vamos dar mais vida aos nossos pequenos e tirá-los da TV. A perfeição passa longe de mim na maternidade, mas o que importa é tentar aos poucos fazer o meu melhor e pra isso nunca é tarde demais. Beijo no coração.