Conhecer, aceitar e conviver com APLV

IMG_1888Depois de 50 dias da suspeita que o meu bebê possuía Alergia a Proteína ao Leite de Vaca, aqui estou! E quero contar tuuuudo o que aconteceu.

Os primeiros sintomas como ja havia mencionado foi sangue nas fezes. Porém desde o 1o mês ele chorava bastante e reclamava quando regurgitava. Fazia todas as mudanças posturais. Mamava na posição de cavaleiro, dormia com o colchão de berço a 45 graus. Ficava muito tempo no colo e mesmo assim a vontade que eu tinha era de pendura-la em um cabide! rsrsrs tadinho…

Quando fomos ao consultório médico a pediatra suspeitou de APLV e me pediu pra excluir o leite e derivados total da minha dieta, ja que ele mama exclusivamente o Leite Materno. Quando você se depara com essa situação, você pensa… nossa, que simples. Ele vai melhorar, só tenho que fazer a dieta certinho. Mas nao, ai que o problema começa!

Mas você deve estar pensando… Uau que modinha isso! Um monte de criança tem APLV hoje, será que nao é frescura?

Pois bem, vou te dar algumas causas associadas ao aumento da APLV.

  • Carga genética: filhos de pais que foram alérgicos tem 75% mais chance de desenvolver.
  • Higiene: hábitos de limpeza, as vacinas e os antibióticos tornam as pessoas menos expostas a infecções, acarretando alterações no sistema de defesa e aumentando as chances de desenvolver alergias.
  • Exposição precoce às proteínas do leite: Dar formula a bebes ainda na maternidade é mais comum do que você imagina. O RN não está preparado pra receber as proteínas do leite e seu organismo acaba defendendo-se da substancia nociva.

Voltemos a minha saga… consegui ficar a maior parte do tempo (40 dias sem consumir leite, fora alguns furos na dieta que foi sem querer e sempre que ingeria leite a reação era sangue nas fezes. Montei um cardápio seguro e comecei a perceber os alimentos que o incomodavam e davam cólicas. Cortei além do leite: soja, ovo, feijão, amendoim e avelã. Estava com muitas duvidas sobre o que era alergia e o que eram apenas gases normal de bebe. Fiquei com um pouco de medo de comer. Depois de alguns dias de teste, ele finalmente estabilizou (o coco estava normal e a quantidade tbm). Foi então que comecei a reintroduzir os alimentos, 1 em cada dia e percebi que ele tem um desconforto com esses alimentos, mas ele não reage a eles como alergia.

Ao voltar a pediatra, eu ja tinha certeza do diagnostico: APLV, mas estava bem mais tranquila. Hoje já estou acostumada com a dieta e descobri pesquisando coisas que eu nem imagina sobre alergia alimentar. O Anthony tem Colite Alérgica, que é um tipo de alergia que pertence ao grupo de hipersensibilidade alimentar não mediada por IgE também denominada protocolite induzida por alimentos, no caso dele o leite de vaca. Estima-se que fatores genéticos exerçam papel fundamental na expressão desta doença alérgica, e em nossa família temos a tia paterna teve alergia forte e eu tbm suspeito que eu tive, porém assim como o Anthony minha única reação foi o sangue presente nas fezes, nao sabiam o que era, mas passou.

Acredito que muitos de nós tivemos alergia alimentar, porém com reações moderadas e tardias, IgE nao mediado e de caráter transitório, ou seja, passou. Atualmente ha estudos que comprovam tipos e níveis de alergia alimentar em crianças. 

O Anthony é um bebe saudável. Apesar do refluxo incomodar bastante nao foi motivo para que ele nao ganhasse peso e se desenvolvesse. Ele é bem esperto e muito grande! Agora vamos cuidar muito bem desse bebe e logo logo seu organismo nao vai mais reagir.

OBS: Obrigada as amigas que me ouviram e consolaram o meu choro no momento de desespero. Agradeço a Deus por pessoas especiais em minha vida!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s