Expectativas do segundo filho

 

1-3

Eu me lembro de todos os sentimentos de quando fiquei grávida da minha filha (primeira gestação). Eu queria um bebê, mas tinha certeza que demoraria até engravidar então propus ao meu marido começar a tentar a partir do 4o ano de casamento. Adivinhem? Fiquei grávida na primeira tentativa. Apesar do susto, foi tudo muito especial. Tudo era novidade e foi agradável. Lógico que tive aquele medo do parto, aquela incerteza sobre poder ou não amamentar, aquele sentimento de não conseguir dar conta de um serzinho, etc., mas eu estava vivendo o meu sonho de ser mãe.

Ela chegou e NÃO foi exatamente como eu havia imaginado! Ela chorou muito na maternidade, ela chorava muito… o leite demorou muito pra descer, ela tinha muita cólica e os desafios dos primeiros dias da vida de um bebê foram muitos. Tanto que quando via as mensagens que amigos me deixavam nas redes sociais ou via celular dizendo: “Parabéns, que esse bebê traga muita felicidade“. De coração eu não conseguia como uma criança que só chorava podia algum dia me trazer felicidade! (claro que esse sentimento passou com o tempo… mas nem tudo na maternidade é perfeito. Eu falo dos meus sentimentos porque sou uma pessoal real e muitas mulheres se culpam por um dia terem pensado desse jeito. Porém, tudo isso é normal e faz parte do crescimento pessoal.)

Enfim, a segunda gestação começou totalmente diferente! Quando fiz o teste de farmácia e o resultado deu positivo, eu chorei por horas no banheiro. Não queria ter o segundo filho, muito menos nesse momento da minha vida. Enquanto eu chorava, no quarto meu marido comemorava com a Lavínia (ela tinha 3 anos) e já havia me pedido um irmãozinho. 

Tudo foi muito difícil nessa gestação. Nada mais era novidade. Tudo parecia mais um fardo do que uma boa notícia. Logo, os enjôos matinais e a falta de energia me consumiram. Nessa época eu tinha voltado pra escola para dar continuidade a minha profissão, já que a Lalá tinha idade para ir junto comigo e foi matriculada no Maternal.

Então, imaginem o que eu sentia: acabei de voltar pra minha vida e agora estou grávida e voltarei à estaca zero novamente. Mas Deus em Sua infinita sabedoria derramou sobre mim, mesmo sem que eu merecesse a Sua graça e misericórdia.

E ao longo dos meses tudo foi se ajustando, continuei no trabalho e finalmente pude entender que as bençãos que Ele tinha pra mim, eram muito maiores do que as que eu almejava. 

Hoje, estou com 31 semanas de gestação. Em menos de 2 meses vou conhecer o menino que vai mudar a minha vida pra sempre (os filhos sempre nos transformam em pessoas melhores). 

E as expectativas são muitas. Sou consciente das dificuldade do puerpério e me sinto muito mais madura para lidar com esse período. Vou viver tudo de novo e não vai ser perfeito, mas desta vez eu tenho uma mocinha linda de 3 anos que está louca pra por em prática todo o instinto materno… Rsrs e um pai babão que sempre sonhou em ter um menino!

No final de tudo, as minhas expectativas são as melhores possíveis. Pode ser que seja muito mais difícil em alguns aspectos, mas em outros não. E tudo passa!

O que importa é que hoje eu estou celebrando tudo o que Deus me deu.

 

Anúncios

2 comentários sobre “Expectativas do segundo filho

  1. Linda história ,vc será uma grande mãe tenho 4 filhos e não foi fácil para mim fui mãe com apenas 15 anos tive que aprender tudo sozinha mais Deus me ajudou em tudo e superei todos os obstáculos e pra piorar fiquei mãe solteira então tive que ser mãe é pai ao mesmo tempo imagine só eu não cuidava nem de mim direito quanto mais uma criança mais Deus nunca me abandonou sempre esteve comigo me ajudando em tudo preparando pessoas maravilhosas para me ajudar aprendi muito com meus erros e Deus me abençoou e preparou uma pessoa maravilhosa que hoje é meu companheiro assumiu o papel de pai e pode acompanhar de perto todo o crescimento dela o pai biológico nem liga pra saber se ela está bem e ela nem sente falta dele pai é aquele que cria que dá amor que cuida esse é pai verdadeiro Hoje Somos uma família feliz completa graças a Deus tenho tudo para agradecer a Deus na verdade aprendi muito cada gravidez é diferente uma da outra você sente emoções você chora do nada você tem reações diferente algumas gravidez você tem enjoos e outras não e cada filho é diferente nenhum é igual ao outro tem uns bebês que dorme demais outros que choram demais mas é assim temos que ser fortes e determinadas e depois é só sentar e observar tudo que construímos é tudo lindo perfeito mas tudo foi obra do pai Celestial…Bom passei aqui somente para deixar um pouquinho da minha história que Deus abençoe seu parto ..Bjs 😘

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s